Terçol: sintomas, tratamento e dicas para você se prevenir

Terçol: sintomas, tratamento e dicas para você se prevenir

A afecção é extremamente comum nos consultórios oftalmológicos, mas pode ser evitada com higiene e cuidados pessoais

Escrito por
Tais Romanelli

FOTO: GETTY IMAGES

A maioria das pessoas já tem consciência de que as pálpebras são estruturas extremamente importantes, pois possuem a função de proteger os olhos, ajudando a distribuir a umidade (através das lágrimas) e também desempenhando uma barreira física contra lesões.

Dessa forma, é fato que qualquer tipo de patologia que ocorra nessa área merece atenção, pois, se não tratada corretamente, pode prejudicar as estruturas oculares.

Entre os problemas que podem acometer a região palpebral, um é bastante conhecido: o terçol.

Kátia Mello, oftalmologista, diretora do Centro da Saúde Ocular Kátia Mello, destaca que “não existe uma estatística, mas o terçol é uma afecção extremamente comum nos consultórios oftalmológicos”.

Leia também: Terçol é bom

Mas, afinal, o que é terçol? Quais são suas causas e sintomas? Como tratá-lo e evitá-lo? As respostas para todas essas dúvidas você confere abaixo.

Leia também: Cuide da saúde dos seus olhos

O que é terçol?
O terçol é também chamado de hordéolo e trata-se de uma inflamação das glândulas Zeis e Mol, ocasionando lesão que se instala mais na borda da pálpebra, perto dos cílios.

Tal lesão vem acompanhada de sinais típicos de infecção provocada por bactérias, como dor e vermelhidão.

Kátia explica ressalta que o terçol é uma afecção bastante comum e que pode atingir igualmente homens e mulheres e em qualquer idade (desde recém-nascidos a adultos). “Parece ter uma ocorrência maior em adolescentes devido a alterações hormonais, entre pacientes alérgicos e com quadro de blefarite (uma ‘caspinha’ nos cílios por aumento da produção de gordura nos mesmos)”, acrescenta.

Terçol x conjuntivite
É comum que algumas pessoas façam confusão entre os sintomas do terçol e da conjuntivite. Nos dois casos, os olhos ficam vermelhos, incomodando, porém, os quadros são bem diferentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *